Cristianismo Wiki
Advertisement

Um presbítero (do grego antigo "πρεσβύτερος" de "πρέσβυς", "ancião"), nas igrejas cristãs primitivas, era cada um dos anciãos aos quais era confiado o governo da comunidade cristã.

A palavra hebraica equivalente é za·qen e identificava os líderes do Antigo Israel, quer a nível de uma cidade, da tribo ou a nível nacional. No Cristianismo, era originalmente um dirigente de uma igreja (comunidade) local. (Atos 20:17, 28; I Pedro 5:1-3; Tito 1:5-7 II Timóteo 3:1-5)

Outros usos do termo[]

Foi no segundo século depois de Cristo que os teólogos entenderam que πρεσβύτερος, vertido por presbítero, e ἐπίσκοπος, vertido por bispo, seriam dois cargos religiosos distintos.

Já outras denominações cristãs, defendem que presbítero (ou ancião, também chamado de pastor) é a qualificação religiosa reconhecida a um cristão dirigente de uma igreja local, e Bispo, designa o cargo que exerce. Em alguns casos, o presbítero com uma jurisdição regional é chamado de bispo. Em muitos dos casos, cada igreja local é governada por um presbitério (isto é, por uma comissão de presbíteros ou um corpo de anciãos) e não por uma hierarquia episcopal. Em alguns casos, o presidente do presbitério é chamado de pastor na igreja local.

Igreja Católica[]

Padre[]

Nota: Se procura santos teólogos da Antiguidade, consulte Padres da Igreja.


Padres em Roma

Padre é o título que recebe um presbítero na Igreja Católica, Igreja Anglicana e Igreja Ortodoxa.

Nas Igrejas Católicas de Rito Oriental homens já casados podem se tornar padres, assim como na Igreja Anglicana.

História[]

O nome de Padre foi dado aos bispos no século II devida à atitude paternalista com que tratavam os subordinados.

No século V passou a designar os antigos escritores eclesiásticos, quer fossem bispos ou não.

Presbítero[]

Na Igreja Católica, o presbítero (vulgarmente vertido por padre ou sacerdote) é aquele que recebe o Sacramento da Ordem em seu segundo grau (sendo o primeiro grau, o de diácono, e o terceiro grau, o de bispo), sendo, portanto, um estágio intermediário na hierarquia do clero católico. Usa o título religioso de padre, do latim pater, que significa "pai [num sentido religioso]". Dependendo da sua função em uma paróquia (caso esteja funcionando em uma), pode ser um pároco, se é a autoridade religiosa máxima na paróquia, ou vigário, caso se encontre subordinado a outro padre na mesma paróquia.

Antes de ser ordenado padre, o candidato se torna diácono e faz promessa ao seu Bispo de castidade, obediência e pobreza( este apenas para os padres das ordens religiosas, pois os sacerdotes diocesanos ou seculares não professam voto de pobreza).

Porém os padres seculares (também conhecidos por diocesanos) não fazem quaisquer votos, mas apenas as promessas de obediência ao bispo e também de celibato. Faz ainda a promessa de rezar todos os dias a Liturgia das Horas pelo Povo de Deus e de celebrar a Eucaristia.

A veste litúrgica própria do padre é a estola caída a direito e a casula.

Padres famosos[]

  • Padre António Vieira - (Lisboa, 1608Bahia, 1697) - missionário Português em terras brasileiras. Defendeu infatigavelmente os direitos humanos dos povos indígenas.
  • Padre Moura - Considerado um Santo na cidade de Foz do Douro, encontra-se num caixão de vidro num cemitério local.
  • Padre Cícero -(Crato, 1844Juazeiro do Norte, 1934), Famoso padre nordestino, considerado santo pelos conterrâneos
  • Padre Marcelo Rossi - Um dos mais famosos padres do Brasil
  • Padre Arlindo Vieira- Morreu no altar em Diogo de Vasconcelos-MG
  • João Mohana - Escritor, médico e líder

Igreja Ortodoxa[]

No Cristianismo ortodoxo os padres podem casar antes da ordenação.


45px-Smallwikipedialogo.png Este artigo utiliza material oriundo da Wikipédia. O artigo original está em Presbítero. A relação dos autores originais pode ser vista no histórico do artigo. Assim como acontece com a Cristianismo Wiki, o texto da Wikipédia encontra-se debaixo da Licença de Documentação Livre GNU.
Advertisement